Uncategorized

Xixi na cama: aceito dicas 

Eu me considero um sucesso como mãe em diversos aspectos da maternidade (se não for eu, quem?). Mas tem um ponto que me tira do sério e que me faz esquecer todo aquele sucesso mencionado no início do texto: xixi na cama. 

Faz 2 anos e 4 meses que desfraldamos o Ben e pelo menos 2 anos que convivemos com o maledeto xixi na cama quase que diariamente. 

Vivemos muitas fases nesse meio-tempo, mas sei que desde quando tiramos a fralda dele, nunca mais fomos dormir com a tranquilidade de saber se a cama vai amanhecer seca.

Aliás, desde quando o Ben nasceu, posso dizer que tivemos no máximo 1 mês de noites inteiras dormidas! Quando ele completou 2 anos passou a dormir a noite inteira e a gente chegou a comemorar. Mas logo emendamos o desfralde… Fuén… 

Durante o desfralde, ele ainda dormia de fralda quando nós percebemos que a fralda amanhecia sequinha, e ele acabava fazendo xixi nela de manhã, na hora que a gente ia tirar. Então decidimos fazer o desfralde noturno paralelamente, porque parecia que essa fralda da noite tava deixando ele confuso. 

Funcionou muito bem no primeiro mês. A gente morava numa casa bem pequena, e dava pra ouvir os resmungos dele enquanto segurava o xixi dormindo. Então pegamos rápido a manha de levá-lo pro banheiro (que era do lado do quarto dele) durante a noite. Mas aí a gente mudou de casa. E pra um sobrado onde o banheiro era só no andar de baixo. Eu acho que foi aí que tudo desandou. A gente não ouvia mais os resmungos dele, ele mesmo perdeu o referencial que tinha sido criado durante o desfralde, na casa antiga, e passou a fazer muitos xixis na cama. 

Virou rotina chegar pra levá-lo pra fazer xixi e ele já ter feito. Não tinha muito padrão, ele dormia as 20h e às vezes às 21h30 já tinha feito xixi. 

E não bastava fazer esse xixi no início da noite. Chegou um momento que a gente tinha que levá-lo até 3 vezes por noite ao banheiro (leia-se, o pai levava, mas eu cheguei a levar algumas vezes com barrigão, incluindo no final da gravidez). Caso contrário, era cama molhada! 

Bom, de minha parte já li tudo e mais um pouco sobre desfralde, xixi na cama, enurese noturna. 

O que eu já sei é que a enurese noturna é genética (se um dos pais teve na infancia, existe 70% de chance de a criança ter também, se um parente tem, a chance é de 50%) e euzinha fiz xixi na cama até meus 15 anos! 😮

Outra coisa que sei é que é bem normal fazer xixi na cama na primeira infância e não deve ser considerado um problema até os 5/6 anos. 

Também li que as terapias disponíveis hoje costumam funcionar com 1 a 2 anos de prática, o que coincide basicamente com o fim da primeira infância (quando normalmente o problema cessa naturalmente). 

Mas ainda quero mais! Quero saber se alguém já passou por esse drama e como resolveu. (O Ben tem uma prima que passou exatamente pelo mesmo, e parou de fazer xixi na cama com 6 anos naturalmente)

Hoje o que tem funcionado é levá-lo ao banheiro cerca de 2h após pegar no sono. Mas ontem mesmo quando fui fazer isso, cheguei e já estava tudo molhado…

Por sinal, já vínhamos de quase uma semana sem xixi na cama, sempre levando ele perto das 23h pra fazer xixi (Coisa que antes não funcionava, a gente tinha que levar pelo menos 2 vezes no meio da noite). Entao depois de várias noites sequinhas, eu já tinha até desistido de escrever esse post, mas ontem aconteceu de novo! Cheguei e já estava tudo molhado…

Já não sei mais o que podemos fazer pra ajudá-lo a aprender a segurar o xixi enquanto dorme. Aceito dicas, muitas dicas! Mandingas, estamos aceitando também. 

Espalhe por aí:
Facebook Twitter Email

Comentários do Facebook (ou se preferir, deixe seu comentário ali embaixo)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *