Uncategorized

Uma noite como outra qualquer – 2a edição 

Chegando perto das 19h comecei a aprontar a Ana Rosa pra fazê-la dormir. Troquei a fralda, troquei a roupa, e deixei ela rolando pela cama como ela faz todas as noites antes de dormir. 

O Ben na sala vendo desenho, avisei ele que ia fazer a mana dormir e qualquer coisa me chamasse. 

Uns 20 minutos depois, Ana Rosa sentadinha na cama, entre mamar e brigar com o sono, ele entrou do nada no quarto falando qualquer coisa. Ela com a surpresa caiu na gargalhada. 

Pra quê, né? O mano gostou da ideia e achou que era uma boa brincar de “cadê, achou” com ela. Resultado: em vez de dormir a menina ficou super agitada. Larguei de mão. 

Lá pelas tantas a menor tentou tomar o suco-de-laranja-com-xarope do maior. Este por sua vez achou que devia fazer um suco-de-laranja-sem-xarope pra ela. 

Não adiantou argumentar. 

Antes que ele fosse às vias de fato com uma laranja na cozinha, lá vou eu com bebê no colo auxiliar no processo. Suco feito, entrega pra menor, que toma (sim!) E adora. Toma um banho de suco. 

Troca a menor. 

Nova tentativa de fazer a bebê dormir, coloca ela no peito e funciona! Mama, mama, quase fechando os olhos….

– quero fazer cocô! – grita o maior, que sempre faz cocô no mesmo horário pela manhã, qual a chance?

– vai lá que eu já te ajudo. – respondo na esperança de dar tempo de ela dormir.

– ih acho que sujou a cueca. 

Respira fundo. Bem fundo. Tira a bebê do peito, leva pra sala, larga no chão (protestos), lenço umedecido, limpa o maior, troca a cueca, ajuda a vestir a roupa. 

De repente no chão, formigas. Sim, formigas sobem no braço e nas pernas da menor. Socorre a pobre, espanta formiga, sai pela casa apagando as luzes. 

– Deu, é hora de dormir! Vamos dormir. 

O maior fica na sala apagada, a menor vem pro quarto e aceita mamar. Mama, mama, quase dorme…

– Mas eu não tô com sono, nem um pouquinho assim com sono, nada nadinha de sono. – declara o maior enquanto sobe na cama e deita do nosso lado.

A menor mama, o maior fala um pouco sozinho. Faz perguntas aleatórias. 

Eu canto uma música, outra música, outra…

Dorme o maior. 

A menor reluta. Chora. Efeito vulcânico. 

Entoo mantra ounnnnn (que aprendi num desses vídeos de Facebook), ela vai relaxando. 

Relaxando. 

Dorme. 

São 20h34. E os dois estão dormindo. 

Ufa!

Espalhe por aí:
Facebook Twitter Email

Comentários do Facebook (ou se preferir, deixe seu comentário ali embaixo)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *