8º mês Ano 1 Ben

Rotina pra que te quero!

Eu tinha um post muito bonitinho pra publicar hoje sobre a nossa rotina, mostrando como alterar a rotina melhorou a qualidade do sono do Ben. Mas aí ontem ele simplesmente avacalhou com todas as minhas certezas (novidade, não?) e tive que reescrever todo esse post.

Começava assim:

Eu não queria, mas foi mais forte do que eu: tive que estabelecer uma rotina para melhorar a qualidade de sono diurno do Ben. Achei que ele criaria a própria rotina, não queria ser muito rígida com esse assunto, mas não é assim que funciona. A verdade é que percebi que quando conseguimos seguir uma ordem durante o dia, o Ben tira sonecas melhores do que quando deixo as coisas rolarem.

Rá, quem eu estava querendo enganar? O Ben precisa de condições ideais de temperatura e pressão pra dormir. E minhas amigas, como é difícil atingir tais condições! A verdade é que nem seguindo a rotina ele dorme direito, mas enfim. Continuando o suposto post:

A vantagem aqui é que raramente a falta de sono durante o dia interfere no sono da noite. Felizmente, desde muito pequeno sabemos que depois das 19h ele embala no sono e só acorda para mamar 3 a 4 vezes durante a noite, até umas 7h, 8h da manhã. Então não é raro fugirmos da rotina. Aí, nesses casos eu vou levando ele sem soneca mesmo até o banho-cama da noite.

Essa parte foi bem honesta. Ele dorme bem à noite mesmo quando o dia é uma bagunça. Mas vamos combinar que às vezes ele dorme às 19h30, acorda 20h e só vai querer saber de dormir depois das 22h. E também que às vezes acorda 3 a 4 a 5 a 6 vezes à noite pra mamar, né?

Continuando:

Nossa rotina ficou assim:

7h – ele acorda
8h – saímos da cama
8h30 – eu tomo café e arrumo alguma coisa na casa
9h – saímos para passear na vizinhança
9h40 – voltamos pra casa e o Ben come uma fruta
10h30 – soneca (peito, quarto escuro, tapinhas no bumbum, som estático com música de ninar)
11h30 – com sorte, essa é a hora em que ele acorda e aí vamos brincar
12h30 – almoçamos
13h – banho com bastante brincadeira
13h20 – processo de soneca da tarde (peito, quarto escuro, tapinhas no bumbum, som estático com música de ninar)
15h – com sorte, essa é a hora em que ele acorda e aí vamos brincar
16h30 – lanche da tarde (outra fruta ou o que sobrou do almoço)
17h – eu trabalho um pouco enquanto ele brinca, ou brincamos juntos, ou ele me ‘ajuda’ a fazer alguma coisa na casa (depende do tempo que duraram as sonecas)
18h30 – banho
19h – peito e cama (processo que começa pouco antes das 19h e pode ir até 20h)
22h e 00h – acorda para mamar e volta a dormir

Ahahahahahahaha. Minha barriga chega a doer de tanto rir da minha ingenuidade quando escrevi esse post. Seria tão lindo de essa rotina funcionasse. Eu teno certeza que ela funciona na casa de todo mundo, menos aqui… Quer saber como é essa linda rotina na prática? Vou contar como foi meu dia ontem:

2h26 (sim, madrugada!) – Acordou chorando muito, levantamos e fui à cozinha esquentar um soro fisiológico para tentar desentupir o nariz (tadinho)
5h, 6h, 7h (horários aproximados) – acordou chorando, parou no peito, dormiu
8h20 – acordou e ficou pulando em cima de mim
9h – saímos da cama (afinal, depois dessa noite tensa, foi difícil sair da cama antes)
O dia estava com vento gelado, não tinha como sair pra passear
9h30 – comeu papinha de maçã com aveia
10h- com muito sono, começou o processo de soneca (peito, quarto escuro, tapinhas no bumbum, som estático com música de ninar)
10h23 – saí do quarto pisando em ovos enquanto ele roncava
1033 – acordou chorando muito e fomos para a poltrona para tentar voltar a dormir (olhos muito arregalados)
11h10 – desisti, com muito mau humor o deixei no chão para brincar sozinho (sério, muito mau humor!)
11h30 – mesmo de mau humor, fomos pro solzinho brincar de bolinha de sabão
12h – fomos preparar o almoço. A essa hora ele estava mega irritado, com muito sono
12h45 – almoçamos
13h – banho morno com brincadeiras
13h30 – começou o processo da soneca (idem acima) e dormi junto
14h30 – acordei
15h30 – ele acordou chorando muito (nitidamente com sono, mas não cedeu mais à tatica da soneca)
15h30 – fomos brincar: ler livro, ver músicas no youtube (Ti que que, estou encantada!), ele brincou com a gata
16h45 – comeu meia pêra, depois, tentei lavar a louça do dia, mas ele estava muito impaciente
17h30 – minha mãe chegou e assumiu a brincadeira enquanto eu fui para a cozinha
18h30 – banho-e-peito
19h30 – papai chegou do trabalho e ele despertou
20h30 – finalmente dormiu

Pergunto: o que estou fazendo de errado?? O que leva um gurizinho que está morrendo de sono a acordar depois de 10 minutos de soneca e não querer mais voltar a dormir? Juro que já cogitei me inscrever pra uma palestra do tal método Sosseguinho que vai passar por aqui semana que vem, mas achei muito caro. Será que o livro  “Soluções para noites sem choro” ajudaria? Aceito dicas, pitacos, críticas e sugestões.

Espalhe por aí:
Facebook Twitter Email

Comentários do Facebook (ou se preferir, deixe seu comentário ali embaixo)

Comentários

9 thoughts on “Rotina pra que te quero!”

  1. rotina aqui é só quando a cria quer e do jeito que quer… ou seja: não tem! haha
    dizem que o livro é muito bom sim, sigo a página “soluções para noites sem choro” no facebook e adoro.
    amei seu blog, vou linkar, tudo bem por você?
    beijo!

  2. Me consola muito ler esse tipo de post! Porque eu tenho esse sentimento de “onde foi que eu errei?” a todo momento quando se trata do sono do André. Vejo na escolinha os outros bebês dormindo sozinhos longas sonecas, e o André acordadão. Pelo menos à noite não tenho do que reclamar. De dia, aqui ajudou um pouco colocar pra dormir na rede. Quando acorda, embalamos de novo e assim já chegamos a sonecas de duas horas (nem eu acredito). Com outros métodos, o sono diurno dele é uma piada! Boa sorte pra gente! Beijos

  3. MEU DEUS DENISE EU TE AMO!
    AHAHAHAHHA
    ADORO quando uma mãe que a gente conhece de carne e osso e sabe que faz as coisas direitinho com amor e afeto e também não dá certo. Aqui nós temos uma rotina sem hora, as coisas que acontecem entre as sonecas (de durações totalmente variáveis) são iguais todos os dias. E sono diurno não é uma maravilha mas o noturno é sempre bom (com várias acordadas no meio, mas a gente se contenta com não querer brincar no meio da madruga né?)
    Aí que ontem eu fui lá na página das soluções e resolvi fazer algumas coisas de lá. Até as 19 pareceu um sonho, tava tudo dando bem certo. Mas virou um pesadelo. Eu fiquei também de muito muito mau humor, me culpei horrores por isso. Mas somos humanas né?
    Tô escrevendo um post também sobre o bendito sono hahhahha dilema dos bebês.
    Mas confesso que fui dormir pensando onde foi que eu errei.
    Um beijão pra vocês!

  4. oi Denise, estou lendo a história da minha vida há alguns meses! hahaha
    uma pergunta: ele dorme no peito ou colo? se for isso, acho que pode ser o motivo dele acordas tão rápido, pois quando percebe que está em outro lugar ele desperta.
    lá em casa era assim. quando minha filha começou a dormir no berço é que melhorou! mas olha, não foi fácil fazê-la se acostumar não!! affffff ela só foi dormir mesmo direitinho com 1 ano (sorry!)
    paciência e muuuuita pra vc nessa fase!! 🙂
    bjs Tati

  5. Não tenho sugestão nem pitaco. Arthur sempre foi bom de sono. Por muito tempo só adormecia no peito, principalmente de noite e nunca acordou assustado porque já estava no berço. Quando desmamou deu um pouco mais de trabalho para dormir no berço de uma vez, então embalava, depois passei a entrar no berço com ele até ele dormir, depois passei para os tapas no bumbum e hoje apenas fico ao seu lado até que ele adormeça depois de contar 3 histórinhas.
    Tenho um sobrinho prestes a fazer 1 ano que não dorme e fica acordadão a maior parte do tempo desde que era recém-nascido. Martírio da mãe que tem que se virar nos 30 para dar conta da casa e dos filhos (porque ele é o segundinho).
    A encantadora de bebês estimula a criaçaõ da rotina através do método EASY – comer, atividade, dormir, você (o bebê acorda e come, faz alguma atividade, dorme e então você tem seu tempo). já tentou? Acho que é um método de rotina porque é legal que introduz uma atividade sempre antes de dormir. Algumas crianças com mais idade acabam numa rotina em comer, atividade, comer, atividade, dormir. Ou seja, como não dormem mais com tanta frequencia, uma das sonecas acaba saindo da rotina. Enfim, é um pitaco e uma sugestão. beijos e boa sorte

  6. Puxa Dê, também nao tenho dicas nem pitacos porque meu pequeno só tem 2 meses!!!E eu esperando que ele já tenha uma rotina de sono entro pelo cano todos os dias. Ele só dorme no colo e mesmo assim as sonecas diurnas são super curtas. Por enquanto ele nao gosta de ficar no carrinho, nem no sling,mas está comecando a curtir um canguru que compramos. #oremos

    Sorte aí com as sonecas do pimpolho. Vai dar certo!!!

    bjos
    Dayse

  7. Oiiiii Denise!!!
    Adoraria que o Mateus tivesse uma rotina, mas como ele fica na minha mãe boa parte do dia fica difícil estabelecer. Lá as sonecas diurnas são bem curtas, quando ele dorme mais de 1 hora minha mãe comemora. Já aqui em casa ele tem sonecas de até 3h de duração a tarde sem prejuízo do sono noturno, que ele acaba dormindo um pouco mais tarde. Eu já te disse que ele dorme bem durante a noite, mas esta noite ele acordou as 2h e o levei para minha cama, ao invés de logo dormir, como ocorre quando isto acontece, ele tb ficou chorando até eu dar peito. Será que eles estão em nova crise?
    Por falar em peito, desde a semana passada ele tem se recusado algumas vezes a mamar, por conta disso meu leite está diminuindo. Tão difícil passar por isso, mas estou me conformando… Sei que o recomendado é amamentar até os 2 anos, mas tem ficado ruim pra mim tb tirar plantões e ter que tirar leite várias vezes, inclusive de madrugada… Pra quem pensou em desistir de amamentar no início, até que fui bem longe… Estou sofrendo com isso, queria dar mamá ao meu neném mais um pouquinho…
    Bjos!!!

    1. Oi Amanda!
      Nossa, sonecas de 3 horas de duração, que sonho hein?
      Com relação ao teu leite (faz tempo que li teu comentário e só agora consegui responder, sorry…) andei pensando. Você j;a ouviu falar nas greves de amamentação? Dá uma pesquisada!
      Mas claro, se começa a ficar chato tirar o leite no trabalho, nem sempre compensa continuar insistindo, né? A gente tem que ir até onde está bom para os dois. Deixa as coisas acontecerem naturalmente… tenta não sofrer e nem se culpar!
      Um beijo grande!

      ps: nada de dente ainda?

Deixe uma resposta para Amanda Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *