Enxoval: as minhas dicas
5º mês Ano 1 Ben Didicas

Enxoval: as minhas dicas

Acho que todo blog materno por aí tem um post desse tipo. Natural que depois de alguns meses de experiência, a gente avalie o que funciona e o que não e possa dar dicas para outras mulheres que estejam preparando o seu enxoval. Volta e meia eu me pego fazendo essa lista mental, e sempre esqueço de vir aqui contar.

Então, aqui vai! Se eu puder te dar algumas dicas, eu diria que:

  • Roupas para a mãe: ao comprar roupa de gestante, procure aquelas que permitam usar durante a amamentação (de botão, de alça, trespassada… ou seja, que seja fácil tirar um peito pra fora), e assim prolongar o tempo útil delas.
  • Kit higiente: eu disse pra minha grande Syl (beijos!) quando ela me perguntou o que eu não tinha: “Kit higiene é uma coisa que eu sei que é útil mas não gastaria meu dinheiro nisso”. E isso resume muito bem o kit higiene. Ela e outras amigas se juntaram para dar um kit higiene lindo pra nós. Eu uso bastante, adoro, pois deixam as coisinhas mais organizadas, mas posso dizer que alguns potes com tampa executam muito bem a função, e a garrafa térmica tem um tempo de uso muito curto. (Syl, tu vais me matar se eu contar que a nossa caiu no chão e se despedaçou no segundo mês?)
  • Meias: Procure meias que tenham uma canela bem alta. Se não tiverem a canela bem alta, não compre. Elas vão cair do pé todas as vezes que forem usadas. O ideal é que tenham uma canela maior que o próprio pezinho. É difícil encontrar, eu sei, mas mais vale 1 dessas do que 4 baratinhas e caideiras.
  • Sapato: Pra que serve um sapatinho de bebê? Para cair do pé, fato. Bebês não andam, não precisam de sapatos. E os sapatinhos, esses desgraçados, só sabem cair do pé. Aqui decretamos o fim dos sapatinhos. O Ben só usa meia. Quando está frio, duas meias. Quando está calor, sem meia.
  • Macações: por mais que os bebês fiquem liiindos naqueles macações com pé, procure comprar aqueles que sejam abertos no tornozelo. Duram muito mais tempo. Experiência de quem tem um bebê de 5 meses que veste roupas de 9 a 12!
  • Roupinhas bonitinhas: eu costumo chamar de bonitinhas e ordinárias. Roupinhas de bebê, principalmente tamanho RN e P, não precisam ser muito complexas. O melhor para carregar qualquer bebê é um body ou um macacão. Ou seja, peças únicas. Esses conjuntinhos de duas peças (e vestidos, no caso de meninas) que são muito lindinhos, são muito pouco práticos no dia a dia. E sem falar que bebês ficam lindos de qualquer jeito, né? Eu adoro o Ben de body branco.
  • Protetor de berço: aqui, optamos por não utilizar. Além daquelas evidências científicas que alertam para os perigos dos protetores de berco, pra mim contou muito o fato de que é mais um juntador de pó pela casa. Com marido rinítico, achei melhor evitar. Também acho caros, e muitas vezes de gosto duvidoso. Agora que o Ben está minhocando pelo berço, estou cogitando comprar um protetor desses aqui.
  • Sling: tenha.um.sling. Simples assim. Sling é a melhor invenção do milênio em se tratando de aparatos bebezísticos. Se for optar entre canguru e sling, escolha o sling. Se tiver que cortar algum item do enxoval, corte tudo, menos o sling. Dá pra comprar uns 4 slings com o preço do protetor de berço. (fikdik)
  • Recicle, reutilize, reaproveite: foram muito poucas coisas que realmente compramos no enxoval do Ben. A maioria das coisas, como já contei aqui, vieram de outros bebês. Não tenha vergonha de pedir para amigas ou parentes que tenham bebês por perto. Para elas, pode ser até um favor liberar as coisas sem uso de casa. Depois, quando deixares de usar suas coisinhas, passe adiante também. Aqui, já recorri a uma amiga, quando as roupas que eu tinha não batiam com tamanhoXclima. Chamei no Facebook e pedi socorro, ela me trouxe uma sacola cheia de desapegos do bebê dela, foi ótimo! Ah, brechós também são uma ótima opção.
  • (uptade 01/07/2013) Gola polo: esse foi o principal motivo que me levou a escrever esse post, e acabei esquecendo de incluir! Então, antes tarde do que nunca:  Camisetas gola polo são os grandes bonitinhos e ordinários do enxoval de bebês, especialmente de meninos. Quando são recém-nascidos, os bebês, que são puro instinto, não podem sentir algo perto da boca que começam a procurar para mamar. E como nem toda gola polo sabe ficar abaixadinha, lá vai ela em direção à boca, ludibriar o pequeno que acha que é hora de mamar! O problema com a gola diminui com 3, 4 meses, mas volta aos 6 quando começa a introdução alimentar! A gola inconveniente acha que é babador e fica lá captando todos os restos de comida que escapam da boca do pequeno, e pior, normalmente é cheia de ranhurar e super difícil de limpar 100%. Eu aqui aboli as blusas de gola polo. Aliás, na próxima manifestação vou levar um cartaz: abaixo aos bodies de gola polo!

+++++

Em tempo: sexta-feira faremos nossa primeira viagem de avião com o Ben!

Espalhe por aí:
Facebook Twitter Email

Comentários do Facebook (ou se preferir, deixe seu comentário ali embaixo)

Comentários

12 thoughts on “Enxoval: as minhas dicas”

  1. De, que coisa mais útil esse post! Amei amei!!
    Aqui não terei berço, ou seja, nada de protetor de berço, hahahaha e sou super alérgica também…
    Vou ganhar umas coisinhas também e nossa! é muito bom, né?! Porque é tanta coisinha, que esses empréstimos ajudam muito!
    Vou anotar as outras dicas – e tô doida pra comprar pelo menos um sling!

    Obrigado obrigado!!

    Beijo!

    1. Oi Marina, se joga no sling, é tudo de bom!
      E olha que meu enxoval foi suuuper enxuto, mas acho que dava pra enxugar ainda mais!
      Beijos e obrigada pela visita 🙂

  2. Oi Dê! Este tópico é muito importante para um blog sobre maternidade!!!
    Realmente body é essencial para vestir bebês, prático demais! Uma coisa muito importante também é a época do ano em que o bebê nasce para direcionar o tipo e quantidade de roupinhas a serem compradas. Mateus nasceu no verão e quase não usei roupas compridas e quentes. Um monte de toucas que ele ganhou, agora que precisei usar, nenhuma dava nele… Nossa sorte é que ele tem um priminho 5 meses mais velho e estamos aproveitando todas as roupinhas e sapatinhos!
    Quanto ao sling, primeiro tive um de argolas, achei meio desconfortável por apoiar em um ombro só. Depois de descobrir em outro blog como fazer o seu próprio wrap, fui numa loja de tecidos e com R$ 47 comprei uma quantidade de tecido (malha PV) que da pra fazer 3 slings!!! Fiz um só e acho que vou aproveitar a malha que é muito boa pra fazer roupa de cama pro Mateus! Olhe esta foto no face da gente slingando: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=459200287495804&set=pcb.459200440829122&type=1&theater
    Bjos e boa viagem!!!

    1. Aaaaa que legal a foto de vocês! Com um sling feito com as próprias mãos, ainda! Isso sim é luxo!!
      Concordo quanto à época do ano. O Ben tinha uma roupinha mais linda que a outra e eu me frustrava porque estava quente demais e ele ficava mesmo era de fraldinha!
      Beijos

  3. Como a gente gasta dinheiro com bobagens que às vezes nem chegamos a usar, né? No enxoval do Vítor comprei muita coisa que hoje jamais investiria, como o protetor de berço.

    E concordo muito no ponto do sling. Aqui usamos um de argola. O canguru é muito bom também, mas prefiro quando o bebê é maiorzinho.

    beijos!

    1. Eu até nem gastei muito dinheiro porque ganhei muita coisa. Mas conheço gente que investe pra valer no enxoval porque está na lista, e depois fica um monte de coisa usada 1, 2 vezes…
      Beijos

  4. O sling wrap é melhor que o de argola, pena que até hj eu não saiba colocar direito, hehehe. Na minha lista de inutilidades incluo cobertores com pelinho. O menino espirra muito! Melhor uma boa manta de algodão acolchoada. E tambem roupas, sapatinhos e luvinhas de lã para lugares quentes, pinicam demais! Eu herdei 90% das roupinhas do Joaquim, e se fosse fazer algo diferente seria comprar mais macacões RN e P de botão, ou bodies de botão, tanto faz, mas roupinhas mais fáceis de vestir num bebezuco agoniado que odiava passar a roupa pela cabeça numa época de chuva e frio na cidade. Quanto aos protetores de berço, eu mandei fazer dois rolinhos laterais na costureira (junto com um jogo de lençol, almofada de amamentação e um porta fraldas), ficou beeeeem em conta, algo como 1/4 do preço do kit que cogitei comprar. As capas são lavadas toda semana pq realmente junta uma poeirinha. Sapatinhos… ai, sou suspeita, compraria todos de novo só pq acho lindo (ainda não perdemos nenhum)… E duas dicas, se eu puder me aproveitar do seu post: ele quase perdeu várias roupas pq fiquei esperando dar os meses indicados na etiqueta pra começar a experimentar. Se uma etiqueta diz “3 meses”, a roupinha já não vai servir com essa idade! Experimentem as roupinhas sempre! De uma hora pra outra elas começam a servir; e não esperem uma ocasião especial para usar aquele macacão lindo. Usem em casa mesmo, usem pro banho de sol, pra ir comprar pão, se você ficar esperando a festa, vai usar a roupinha uma vez na vida!

    1. Oi Elina, essa dica de usar a roupa sempre é ótima! Eu também perdi algumas roupas porque fiquei esperando aquele momento especial. Agora começo a usar as roupinhas bastante tempo antes, pra poder aproveitar mais!
      Beijos

  5. Sabiam que na minha cidade nao encontrei nenhum sling e tao pouco alguem usando .. vejo todas postando sobre e me arrependo de nao ter comprado na internet, agora ja e tarde, ganhei um canguru mais acho desconfortavel e inseguro, o jeito é o colo mesmo..
    Para as cidades como a minha que o inverno é quente e o verao é infernal.. os bodies sao ideiais e de manga curta.. é preferivel comprar as roupinhas mais elaboradas para os tamanhos m ou g que o bebe vai esta mais acostumado com a temperatura..

    1. Olha, não sei quanto tempo tem seu bebê, mas esses dias vi uma menina de quase 3 anos dormindo no sling com a mãe! Acho que nunca é tarde para experimentar. É ótimo para carregá-los no colo e ter as mãos livres!
      Beijos

Deixe uma resposta para Mãe do Eduardo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *