4º mês Ano 1 Ben

No meio da rotina tinha um salto…

tinha um salto no meio da rotina.

Não posso afirmar que o Ben algum dia já teve uma rotina. Mas funcionava mais ou menos assim: ele acordava para o mundo às 8h, perto das 10h já demonstrava sinais de cansaço. Mamava e dormia, às vezes até 10h30, às vezes até 11h. Nessa hora eu começava a preparar o almoço ou ajeitar a casa. Por volta de meio-dia e meia ele já queria dormir de novo, e a tarde tirava uma ou duas sonecas. À noite, a partir das 19h ele mamava pra valer e capotava, acordando umas 21h30 e meia-noite somente para mamar. A madrugada às vezes tinha uma ou duas mamadas e assim ia até às 8h.

Certo, eu já estava acostumada com esse comportamento, e podia me organizar para o dia.

Até que veio o salto de desenvolvimento dos quatro meses e meio:

– 19 semanas (4 meses e meio): por volta da 14ª. até a 17ª. semanas o bebê pode parecer mais ‘impaciente’. Esse é um dos saltos mais longos: dura cerca de 4 semanas, podendo porém se estender por até 6 semanas. O bebê chora mais, apresenta mudanças extremas de temperamento e quer mais atenção e colo. Consegue alcançar e pegar um brinquedo, sacudi-lo e colocá-lo na boca, passá-lo de uma mão para outra. Pode ganhar o primeiro dente. Os sons que o bebê emite se tornam mais nítidos e complexos, consegue fazer alguns sons como ‘baba’, ‘dada’. Tudo cheira, soa e tem gosto diferente agora. Dorme menos. Estranha as pessoas e busca maior contato corporal quando está sendo amamentado. Depois desse salto o bebê vai poder virar de costas e de barriga para baixo, e vice-versa, se arrastar pra frente ou pra trás, olhar atentamente para imagens num livro; reagir ao ver seu reflexo no espelho e reconhecer seu próprio nome.

Esse é um dos saltos de desenvolvimento mais significativos e em que um maior número de mães costuma relatar alterações no sono. Provavelmente porque o padrão de sono parecia entrar num ritmo desde que o bebê nasceu, e essa alteração é vista como uma ‘regressão’, na qual o bebê tende a acordar bastante por algumas semanas enquanto está trabalhando no salto. E uma vez que esse salto está completo há somente 1 ou 2 semanas antes de começar a trabalhar no próximo (das 26 semanas), é um longo período de sono ruim e bebê irritado nesse estágio da vida.

Guia do Bebê –  “Fases de desenvolvimento e crescimento que modificam o sono do bebê e da criança”

E então Ben se transformou. Eu costumo não me basear muito nesses picos e saltos que é para não ficar vendo pêlo em ovo. É só quando um comportamento começa a ficar muito repetitivo que eu entro nesse link, ou naqueles quadros que já postei aqui, para ver se tem algum pico, salto ou crise associado à idade do Ben. E foi aí que descobri o salto dos quatro meses e meio.

Em resumo, o mundo está interessante demais para se perder tempo mamando ou dormindo. Ben não se concentra mais para mamar, e luta com todas as suas forças para não dormir. Chora, grita, até que eu o ponho sentado e ele sorri (lindinho). Mas o pior mesmo tem sido as madrugadas. Antes, eu o pegava para mamar ainda de olhinhos fechados, ele mamava e voltava a dormir. Agora, quando chego ao berço ele já está sorrindo (aimeudeusquegostoso), e então deitamos para mamar e ele já não se concentra mais. O problema é que a mamãe aqui está mais pra lá do que pra cá e não tem forças e nem cabeça para entreter esse serzinho. Que começa a ficar entediado e quer sentar. Sim, quer sentar mas não consegue, então eu é que tenho que segurá-lo sentado.

Nas últimas três noites em que isso aconteceu, eu desencanei. Era alta madrugada, eu coloquei o berço dele ao meu lado na cama, com a grade rebaixada, e deitei o Ben ali. Ele fica bem serelepe jogando as pernas pra cima e gemendinho. Na primeira noite ele voltou a dormir sozinho (querido). Já nessa noite, eram 3h30 da madruga e ele queria mesmo era atenção. Nem sei direito o que fiz, sei que uma hora olhei para o berço e ele estava de ponta cabeça na quina do berço, com os pés na parte da cabeceira e a cabeça na lateral. Como será que ele chegou ali?

Mas olhando pelo lado dele, não deve ser fácil mesmo estar passando por todas essas transformações. Imagina, de uma hora para a outra conseguir se virar de bruços, ou entender que Ben é o seu nome, ou passar a ter um dente na boca? Ufa, não deve ser fácil mesmo…

Espalhe por aí:
Facebook Twitter Email

Comentários do Facebook (ou se preferir, deixe seu comentário ali embaixo)

Comentários

3 thoughts on “No meio da rotina tinha um salto…”

  1. Oi De! Que fase difícil né! Acho que o Mateus também já tá entrando nesta fase. Ainda não aconteceu grandes alterações no sono noturno, mas as sonecas diurnas já quase não existem mais (tb estou ficando muito cansada). Enfim, hora de ter bastante paciência com os pequenos!
    Beijos!!!

  2. Meu filho entrou nessa fase muito antes dos 4 meses. Com 2 meses ele começou a dormir drasticamente menos e as sonecas aos 3 já mal existiam. Ele vai fazer 4 meses agr e eu estou exauta.
    Fica super entediado, odeia ficar deitado, ideia ficar sentado, o negócio dele é ficar de pé e de preferência com agente de pé e em outro ambiente, de preferência na rua onde ele pode “Zé Povinhar”.
    Não dorme a noite, quer brincar a madrugada toda e eu morrendo de cansaço.
    Nenhuma brincadeira entrerte ele por muito tempo. Menos de 5 min, ou até mesmo menos de 1 min, e ele já perde o interesse.
    Estou morta de cansaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *