13 a 27 semanas Reflexões

Pai gestante

Estou lendo o livro “Quando o Corpo Consente”, de Marie Bertherat, Thérèse Bertherat e Paula Brung, que foi gentilmente escaneado e disponibilizado no blog Parto no Brasil. E quanta verdade tem nele, quanto aprendizado!

Trata-se do diário de gravidez de Marie Bertherat, comentado por sua mãe, a obstetra Thérese Bertherat e por sua parteira Paula Brung. Enquanto uma comenta as transformações pelas quais seu corpo e sua vida vão passando, as outras duas explicam cientificamente, e com base em suas experiências, o que significa cada transformação. Estou amando!

Nesse fim de semana cheguei ao quinto mês. Nesse mês, a Marie conta que foi pedida em casamento:

Eu não queria me casar. Não naquele momento. Não entendia porque o fato de esperar uma criança tinha de levar ao casamento. Mas Martin entendia com clareza. Ele é homem, e os homens não carregam o bebê na barriga, não o fazem crescer. De fato, não fazem muita coisa, pelo menos até o bebê nascer. Como é então que vão assumir o papel de pai? Aos próprios olhos e aos olhos dos outros? Quando se tratava apenas de amar a dois, bastava que nos disséssemos nosso amor e estávamos em condições de igualdade amorosa. Agora, o bebê existe, mas só está em mim. Embora seja de ambos. Compreendo o desassossego de Martin. Para ele, o casamento era o único meio de apropriar-se de nosso bebê.

“Quando o Corpo Consente” – página 50

Então, depois que li esse trecho compreendi que aqui em casa a reforma no piso, pintura de paredes, troca de móveis está sendo a forma como o Queridíssimo está se apropriando do nosso bebê. Ele não me deixa fazer praticamente nada, por causa do peso, ou do cheiro de tinta, ou do esforço… É uma obra praticamente dele, e está sendo feita no seu ritmo. Agora entendi 🙂

Espalhe por aí:
Facebook Twitter Email

Comentários do Facebook (ou se preferir, deixe seu comentário ali embaixo)

Comentários

0 thoughts on “Pai gestante”

  1. Nossa! Que linda essa análise! E parabéns pelo companheirão!
    Quanto ao livro, fui inserir aqui na minha lista de leituras futuras e verifiquei que já estava lá, só precisei subir alguns degraus de prioridade. rs
    Obrigada por compartilhar.
    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *