Na mídia Reflexões

RDC: “Eu subi na moto com a parteira”

A organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) alerta para o fato de que muitas mulheres continuam morrendo durante o parto, algo que poderia ser evitado. Segundo a organização, a oferta de cuidados obstétricos emergenciais para grávidas em contextos de crises humanitárias pode salvar a vida de muitas mulheres — e de seus bebês.

Espalhe por aí:
Facebook Twitter Email

Comentários do Facebook (ou se preferir, deixe seu comentário ali embaixo)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *