Começo Reflexões

Ser tentante é viver num limbo (lá no MMqD!)

Hoje estou lá no Minha Mãe que Disse, que honra! Estou lá falando sobre a condição de ser e não ser mãe, que é quando a gente vira tentante!

Espalhe por aí:
Facebook Twitter Email

Comentários do Facebook (ou se preferir, deixe seu comentário ali embaixo)

Comentários

13 thoughts on “Ser tentante é viver num limbo (lá no MMqD!)”

  1. Olá!! Conheci hj seu blog, e achei ótima a sua idéia… também estamos tentando, mas nao avisamos ninguém, pra evitar expectativas e perguntas e também porque é uma coisa meio íntima né, a família agora somos nós dois e nossos filhos (ainda imaginários).
    Gostei muito da sua “definição” de tentante… mais leve do que eu já tinha lido por aí… onde a mulherada parece estar meio deseperada pra ter filhos… claro que eu o desejo é grande, mas acredito que tudo tem sua hora certa para acontecer, e quanto mais a gente fica se cobrando a esse respeito menos a gente aproveita a alegria da decisão.

    beijos

    1. Oi Babi, pois é… por isso que eu não simpatizo muito com o termo “tentante”… parece que estamos desesperadas para engravidar. Claro que queremos muito, mas a vida é muito mais que isso! Inclusive essa parte é até gostosa (em todos os sentidos), porque é cheia de expectativas e sonhos!
      Beijos

  2. Oi, adorei o teu texto no MMqD. Ah, já fui uma tentante assim serena como vc, mas confesso que as vezes canso desse “mundo” de expectativas que mesmo sem querer acabamos construindo…
    Bjo! Adorei teu blog.

  3. Bom texto, mas já sigo teu blog há algumas semanas, quando entrei na categoria “pré-tentante”. Isso porque já comecei com ácido fólico e parei com a pílula, mas estamos usando camisinha enquanto nao saem os resultados de exames para liberar a “fábrica de bebês”. E sim, também é segredo porque as famílias podem gerar muita pressao, e porque moramos fora e nao temos muito amigos. Virtualmente só duas amigas sabem, e para mim isso por enquanto é o mais duro do processo.
    Ah, e também tenho 3 irmas! 😉
    Um beijo e boa sorte

    1. Temos varias coisas em comum hein? Eu também tive duas amigas pra quem contei, que sabia que nao iam espalhar… A pressão da família já é grande sem saberem, né?
      Bjos e obrigada por acompanhar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *