Começo

Que onda é essa?

Que onda é essa que agora os homens querem mais ter filho do que as mulheres?

Tenho certeza de que não sou a única que passa por isso. Sei de pelo menos duas amigas cujos maridos/namorados fazem campanha para terem filhos logo.

Nós não, temos várias coisas para conquistar. Fica sempre pra depois: de ser chamada para um emprego dos sonhos, ser promovida a um cargo estratégico, terminar uma pós graduação, fazer uma viagem, comprar um carro, dar entrada no apartamento e até terminar um tratamento de beleza eu já ouvi.

Para eles, não. Nada disso é motivo para esperar. Os assuntos são diferentes e podem muito bem correr em paralelo. Claro, somos nós que deixamos a vida em standby enquanto eles vão precisar só levantar algumas noites, trocar algumas fraldas e jogar o bebê pra cima.

Pois desde quando decidimos ter nosso primeiro bebê, não comentei sobre este assunto com ninguém. Gosto de falar de projetos só quando já estão em andamento. Uma coisa que aprendi com minha mãe: seja para evitar expectativas alheias, seja para espantar energias contrárias.

É por isso que criei um blog anônimo, apesar de já ter um blog há quase 5 anos.

Mas namorado não, namorado aparentemente tá felizão com nossa decisão. Tão felizão que não se aguentou e já abriu o bico com um grande amigo. Hoje flagrei uma conversa dos dois no gtalk, em que nosso querido amigo deu a entender que já é íntimo de nosso bebê.

Já o chama de “dudu”.

Espalhe por aí:
Facebook Twitter Email

Comentários do Facebook (ou se preferir, deixe seu comentário ali embaixo)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *